As transmissões ao vivo de eventos por meio da internet já estavam com números em alta e passou a ser uma constante depois que a pandemia devido ao novo coronavírus surgiu.

O problema relacionado ao vírus trouxe o “novo normal”, ou seja, novas situações que agora passam a fazer parte do dia a dia das pessoas. Com a impossibilidade de sair de casa para assistir o show do artista favorito ou ir até um centro de convenções para acompanhar uma palestra ficou evidente que a saída seria as transmissões em tempo real por meio das diversas plataformas existentes na rede.

Porém, engana-se quem acha que essa situação deve durar apenas enquanto o problema da pandemia não for resolvido.

Transmissão ao vivo é uma ferramenta extremamente útil e que deve continuar em alta mesmo após a sociedade superar a Covid-19.

A chamada live stream traz uma série de vantagens, dentre as quais:

  • É possível aumentar significativamente o alcance do evento e atingir um público alvo bem maior que o esperado. Isso é algo bastante interessante para uma campanha de marketing ou divulgação de uma marca, por exemplo.
  • Outro conceito chave no mundo digital do século 21 é o engajamento. As transmissões ao vivo podem potencializar o engajamento com muita facilidade, pois o evento online e ao vivo não apresenta fronteiras ou barreiras de comunicação. Com várias pessoas reunidas para acompanhar o mesmo conteúdo o engajamento será algo quase que natural.
  • Para as transmissões que geram valor para quem está assistindo é possível cobrar um valor para ter acesso, algo semelhante à cobrança de ingressos. E isso não é um tabu, pois já é algo praticado em todo o mercado de palestras, seminários e eventos corporativos.

Apesar da facilidade em fazer um evento como esse é preciso planejamento e conhecer a fundo os principais detalhes que envolvem uma transmissão ao vivo. Do contrário o evento poderá ser prejudicado e os resultados esperados não serão alcançados. Portanto, é preciso estar atento a detalhes que vão desde os equipamentos que serão utilizados ate o passo a passo para fazer a transmissão.

O ideal é contratar uma empresa especializada, como a Eighty, para que o seu evento seja um verdadeiro sucesso.

Equipamentos e local da transmissão

Câmera

Em relação aos equipamentos, o primeiro a ser escolhido deve ser a câmera que será utilizada para a transmissão. Vale destacar que há uma variedade enorme de câmeras disponíveis no mercado, desde as mais simples até as profissionais com altos custos de aquisição. Portanto, é possível escolher desde as PTZ, uma filmadora simples, câmeras mirrorless (câmeras de última geração sem espelho), as DSLR e etc. Os chamados tripés para ajustar o posicionamento das câmeras também são indispensáveis.

Áudio

O áudio também é extremamente importante, pois se os internautas não conseguem entender as ideias que serão transmitidas de nada adianta fazer uma transmissão ao vivo. É possível fazer a captação do áudio diretamente pela câmera se o equipamento possui esse recurso. Se não for possível, a indicação é mesmo a compra de um microfone a parte, pois essa ferramenta será essencial durante a transmissão e não pode ser negligenciada.

Se a escolha pelo microfone for a alternativa é preciso estar atento a finalidade desse equipamento. Os microfones sem fio, por exemplo, são mais flexíveis, porém, será necessária uma estação receptora para fazer a conexão, sendo que a principal alternativa nesse caso será o microfone de lapela. Se existe a necessidade de captar sons de diferentes direções então o shotgun é o mais indicado. A transmissão será uma entrevista? Então é preciso ter um microfone de mão.

Plataforma para transmissão ao vivo

Após a escolha dos equipamentos é preciso decidir onde a transmissão será feita. Há uma variedade de opções, pagas e gratuitas, e deve ser escolhida aquela que trás mais facilidades para o público alvo. Abaixo são destacadas algumas opções:

  • Youtube;
  • Facebook Live;
  • Instagram;
  • Kaltura;
  • Zoom Meeting;
  • Google Meeting;
  • Woiwza.

É preciso levar em consideração o modelo da transmissão durante e após o evento. Será apenas a stream durante o horário marcado ou o evento será convertido para on-demand depois da sua realização?

Além desses cuidados essenciais também é necessário conferir outros detalhes para prevenir-se de possíveis erros e interrupções durante a transmissão. Uma boa iluminação é importante; checar extensões, cabos, adaptadores e tomadas; possuir baterias extras é outro ponto importante.

O passo a passo para fazer a transmissão

Com os equipamentos e as ideias iniciais a respeito da transmissão agora está na hora de definir as configurações para que o evento saia do papel e seja um grande sucesso. Alguns cuidados importantes e dicas serão deixados na continuação da matéria para que a transmissão seja feita da forma mais profissional possível.

O mais recomendado é sempre contratar uma empresa especializada em Live Streaming para que tudo corra com perfeição. A Eighty é especialista neste nicho de mercado.

Escolher o local da transmissão

Além da sede virtual também é preciso definir a sede física onde os equipamentos serão instalados e a transmissão será feita. O local deve ser espaçoso o suficiente para abrigar os equipamentos e a equipe. É preciso localizar todas as tomadas e fontes de energia que serão usadas e se elas são suficientes.

Esse local deve ter uma internet veloz e segura. Esse detalhe não é opcional e sim obrigatório. Sem uma conexão estável e rápida será impossível manter um padrão de qualidade do início ao fim da transmissão. Conexão com fio, a banda larga, é preferível a conexão via Wi-Fi. Tecnicamente a indicação é de que a velocidade da banda larga seja 1,5 vezes superior à largura de banda de transmissão. Ou seja, se a transmissão será feita em 10 Mbps (10 megas) é preciso ter, pelo menos, 15 Mbps de velocidade.

É preciso montar uma sede de controle da transmissão. Ou seja, montar uma mesa onde estarão todas as saídas e entradas de áudio e vídeo bem como demais componentes que farão parte da transmissão. É por meio da mesa de controle que serão feitos ajustes técnicos e correções de possíveis erros durante a transmissão.

Configurar as fontes de vídeo

A primeira tarefa é decidir quantas fontes de vídeos farão parte da transmissão. Fontes de vídeos incluem tanto as câmeras como computadores que serão responsáveis por apresentações de slides, imagens, vídeos e páginas na web. A escolha da quantidade de equipamentos varia de acordo com as necessidades da transmissão e as limitações do espaço físico.

A depender das câmeras será preciso ou não definir operadores para controlar o equipamento durante a transmissão. No caso das câmeras PTZ, por exemplo, há a vantagem de poder controlar o dispositivo de forma remota por meio da sede de controle.

Além da configuração e definição dos parâmetros do equipamento de vídeo para a experiência correta durante a transmissão também é preciso utilizar tripés. Além de proteger o equipamento esse acessório ajuda a encontrar os melhores ângulos de transmissão.

Configurar o áudio

O próximo passo é fazer a configuração do áudio. Se o local físico onde a transmissão será feita já possui todos os equipamentos necessários, então basta contar com a ajuda de um profissional da área para fazer toda a configuração. Caso não exista sistema de som nem microfone será preciso levar o próprio equipamento e fazer a configuração.

Sincronização entre áudio e vídeo é um detalhe técnico extremamente importante para a transmissão ao vivo. Transmissões com delay são experiências terríveis para os usuários. Para evitar esse tipo de problema o mais indicado é a utilização de um insersor de áudio HDMI. Esse equipamento é capaz de receber sinais de áudio e vídeo e combinar ambos em um único sinal de saída HDMI sincronizado.

Definir as configurações da transmissão

É preciso planejar e estruturar a transmissão. Um evento monótono e repetitivo não será uma boa experiência para os usuários. Sendo assim, o planejamento deve conter um apanhado dos layouts que serão utilizados durante a transmissão. Os layouts serão as diferentes combinações de áudio e vídeo que serão alternadas durante o evento. Não é um erro grave ter apenas um layout, desde que ele seja bem pensado e interativo. Essas diferentes combinações podem conter gráficos e demais imagens ilustrativas, logotipos e logomarcas, planos de fundo interativos e muito mais.

Fazer testes

Depois de realizar todas as configurações chegou a hora de fazer os testes. Esses testes são internos e a transmissão deve ser feita privadamente. O objetivo final é analisar se tudo está sendo transmitido como foi planejado. Verificar a sincronização de áudio e vídeo, velocidade da transmissão, local da transmissão e possíveis problemas no fluxo de transmissão são alguns detalhes que devem observados durante o teste.

Colocar tudo em prática

Chegou a hora de fazer a transmissão propriamente dita. Mesmo com a transmissão iniciada os cuidados não acabaram. É preciso ter alguém ou uma equipe monitorando a transmissão. Monitorar, manter a interação com o público, responder perguntas via chat, conferir possíveis atrasos entre áudio e vídeo e manter o engajamento dos internautas são algumas das tarefas de monitoramento.

Com as transmissões tendendo a continuar em alta mesmo após a pandemia é importante dar um pouco de atenção a esse tipo de ferramenta. Portanto, haja vista essa tendência de crescimento é possível, por exemplo, utilizar as transmissões ao vivo como ótimas formas de compor o marketing digital de uma empresa.

As dicas e passo a passo descritos na matéria são gerais e servem para qualquer tipo de live stream. Não importa se é um show de um artista, um culto religioso, desfile de moda, uma palestra de desenvolvimento pessoal ou um evento corporativo, pois em todos esses casos esse passo a passo e informações poderão ser utilizados para potencializar os resultados do evento online.

Lembrando que o ideal é contratar uma empresa especializada para que o evento ao vivo seja executado com perfeição e profissionalismo. Nesse sentido, a Eighty é a sua melhor opção para a transmissão da sua live.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *